Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
Noticias de Mafra/SC
18/03/2021 18:12 em Mafra/SC

Vereadores fazem discussão acirrada sobre a tenda de R$ 28 mil por mês para o Covid em Mafra.

        A triagem e o atendimento de pacientes na tenda montada em frente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Mafra, foram alvos de reclamações na semana, o que motivou aos vereadores a se posicionar sobre o assunto. 

        O vereador Jonas Heide (PL) disse que na tarde de terça-feira (9), a espera chegou a quase três horas para atendimento médico.

Segundo ele, as pessoas vão até o local com sintomas de Covid-19 e esperam ser atendidas rapidamente, mas não é o que acontece na tenda do Covid, como está popularmente divulgada. 

O valor empregado para manter a tenda por parte da Prefeitura também recebeu críticas do vereador do PL.

Heide também ironizou notícia divulgada por site Riomafra mix que expressa a informação de que o ex-prefeito, Wellington Bielecki, teria deixado R$ 18 milhões em caixa ao deixar o governo dia 31 de janeiro de 2020.

        Heide enfocou seu pronunciamento de que R$ 28 mil gastos pela Prefeitura, pagos mensalmente à empresa F3 Eventos (a mesma que mantinha contrato com a Prefeitura para apoio à Festa das Etnias desde que o prefeito Wellington assumiu a prefeitura em 2017) é sem necessidade.

- Dois órgãos militares disponibilizam barracas (referência aos quartéis das Forças Armadas em Rio Negro) sem custo e teria emprestado ao município, e tem outra, embaixo da UPA tem espaço grande que poderia ser usado (para triagem do Covid), ali (tenda em frente à UPA) é espaço para se dizer que se está gastando com Covid. 

- A Cidade vizinha (Rio Negro) com dois órgãos militares, cederiam as barracas para estancar a sangria de gastar 28 mil por mês numa barraca – completou.

        O vereador da base do governo do prefeito Emerson Maas, vereador Everton Stach, que pertence à classe artística, líder do Grupo Musical Marcação, contestou as declarações de Jonas Heide, alegando que, a tenda alugada pela Prefeitura está adaptada às necessidades da saúde e que a estrutura ali montada para atender os mafrenses com suspeita de Covid, não se compara com qualquer tenda que o Exército Brasileiro pudesse fornecer ao município, mesmo que gratuitamente, deixando claro que o governo Maas está levando em conta dar maior conforto aos servidores municipais que atuam no local e para as pessoas que lá buscam atendimento.

E sobre o valor do aluguel da tenda de R$ 28 mil por mês, Everton disse que, devido a estrutura que foi montada no local, o preço pago é de mercado.

Sobre a demora no atendimento, ele não se pronunciou.

        Jonas Schulz, vereador presidente da Comissão de Saúde da Câmara, ressaltou que funcionários que trabalham na tenda de triagem merecem instalação melhor por parte do Executivo, para não ficarem expostos aos temperes do clima, citando que visitou o local e achou abafado e teme que, com o início do inverno e começo de períodos de chuva haja dificuldades de atendimento no local.

- A Prefeitura precisa de um plano B para atendimento, tenda não dá conforto aos profissionais que lá trabalham – disse Jonas Schultz.

        Rafinha – nas redes sociais tenho visto que as prefeituras têm feito, tomo como exemplo, o prefeito de Chapecó que pegou centro de eventos do município como base para atendimento as pessoas com sintomas do Covid, mas Mafra não disponibiliza de local que possa ter estrutura e o comercio não pode ser penalizado, precisa atendimento de qualidade e que não prejudique o comércio e o trânsito por causa da tenda.

Um local permanente para atendimento de pessoas com Covid seria o ideal – disse ele.

        Wagner – o colégio Francisco Izabel...o ginásio do colégio precisa se ver a possibilidade se está sendo feito uso pela escola, se não, poderia ser lá o atendimento...

Heide quer que o prefeito se manifeste a respeito do preço pago pelo aluguel da tenda e que veja com o Exército de Rio Negro a disponibilidade de ajudar Mafra e ceder barracas.

        (Site SBC-Sul)

.............................................

Prefeitura de Mafra lança campanha “Preservando Vidas”.

        Na manhã do último sábado, 13, o prefeito Emerson Maas, acompanhado da secretária municipal de saúde, Talita Schmidt, realizaram uma “live” para lançar a campanha “Preservando Vidas”, que visa operacionalizar 10 ações que ancoram as medidas de planejamento e atenção à pandemia da Covid-19 em Mafra.

Estas ações envolvem as secretarias municipais conforme os assuntos.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Francesli Pereira e a assistente social, Ariane Woehl que também participaram da “live” explicaram cada uma das ações, de que forma serão trabalhadas e em qual momento.

        A transmissão ao vivo foi via Facebook oficial da Prefeitura de Mafra, alcançando mais de cinco mil pessoas, 256 comentários e 46 compartilhamentos.

        Veja a descrição das ações da campanha que juntas buscam diminuir os impactos da pandemia no município, visando preservar a vida de todos os cidadãos.

1.         Observatório Social: formado por uma equipe multidisciplinar e intersetorial, tem como objetivo acompanhar de maneira constante os indicadores de saúde, para nortear ações de atenção a Covid-19, em resposta à Emergência Pública.

2.         Governança Colaborativa: planejamento estratégico de atenção à crise Covid-19 de maneira intersetorial, a fim de acompanhar, avaliar e colaborar com as decisões e ações que objetiva mitigar a transmissibilidade do vírus.

3.         Saúde Mental em tempos Covid-19: rede de saúde mental instituída atenta aos indicadores de agravos de sofrimento mental na atual conjuntura pandêmica. Tem o objetivo de fortalecer a rede de saúde mental, para cuidado em saúde mental, prevenindo agravos e risco de suicídio.

4.         Atenção aos óbitos e enlutados: atenção aos desdobramentos dos óbitos por Covid-19 e seus impactos aos enlutados e na sociedade. Visa ao apoio e emocional e espiritual aos enlutados por Covid-19. E ainda planejamento de infraestrutura de cemitérios e qualificação serviços funerários.

5.         Imunização contra Covid-19: planejar as fases da Campanha de Imunização contra Covid-19, em consonância com PNI, de maneira escalonada gradativa e em Rede Municipal de Assistência em tempo oportuno.

6.         Atenção ao profissional saúde: estratégia de cuidado integral ampliado dos profissionais de linha de frente com EPIS adequados, apoio psicológico, avaliação de risco por exposição.

7.         Fluxos de atendimento atenção ao Covid-19: visa organizar atendimento eletivo na Rede de Atenção a Saúde de maneira segura e permanente, estabelecendo prioridades e demandas em cada cenário epidemiológico.

8.         Monitoramento dos casos suspeitos de Covid-19 e casos confirmados: sistema de entrega dos resultados para Covid-19 a fim de estruturar o monitoramento permanente de maneira qualificada, visando fortalecer o pertencimento a Rede de Cuidados.

9.         Sistema de denúncias e vigilância compartilhada: vigilância integrada no município frente à desobediência civil para estabelecer fluxos de denúncias com autoridades sanitárias, frente à quebra de isolamento e desrespeito aos protocolos vigentes. Esta ação contaria com o apoio, além das secretarias municipais e seus departamentos, forças de segurança, Comitê de Atenção a Crise e imprensa.

10.       Avaliação de risco potencial: instrumento de avaliação da matriz de risco para assegurar as decisões, ações e intervenções municipais, a fim de avaliar permanentemente a campanha: “Preservando Vidas”.

        Unindo forças:

        Ao final da transmissão foi feito o apelo para que a população continue adotando as mediadas de prevenção, acatando as determinações ao decreto, que tenham empatia e responsabilidade com a finalidade de preservar vidas.

“Precisamos de conscientização. Estamos trabalhando pelo melhor de todos, cada um fazendo a sua parte.

Precisamos unir forças para preservar vidas que pode ser a sua, a minha, a dos seus pais, de seus familiares.

Não é o momento de festas, de aglomeração. É o momento de preservar vidas.

Vamos unir forças para que a gente consiga superar este momento crítico que estamos vivenciando e vencer esta batalha”, concluiu o prefeito.

        (Assessoria de Comunicação Prefeitura Mafra)

.................................................

Empresários ligados ao setor de turismo podem fazer seus cadastros no CADASTUR.

        A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, através da Diretoria de Turismo e com o auxílio de membros do COMTUR (Conselho Municipal de Turismo), estão entrando em contato e fazendo um convite para que os(as) empresários(as) ligadas ao setor de turismo façam seus cadastros no CADASTUR.

        CADASTUR é um sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam no setor de turismo.

O programa é executado pelo Ministério do Turismo e garante diversas vantagens e oportunidades de negócios aos seus cadastrados.

        O objetivo é promover o ordenamento, a formalização e a legalização dos prestadores de serviços turísticos no Brasil.

O cadastro é gratuito e irá gerar um Certificado pelo órgão oficial de turismo.

Isso demonstrará que você está legalizado e dará maior visibilidade para sua empresa.

        De acordo com a Lei 11.771/2008 o cadastro é obrigatório para algumas atividades:

·       Acampamentos Turísticos;

·       Agências de Turismo;

·       Meios de Hospedagem;

·       Organizadoras de Eventos;

·       Parques Temáticos;

·       Transportadoras Turísticas;

·       Guia de Turismo, conforme Lei 8.623/1993.

        O cadastro não é obrigatório para as atividades a seguir, porém é interesse da Secretaria Municipal de Turismo de Mafra, que todos participem de forma legalizada. Estas empresas são:

·       Casas de Espetáculos;

·       Centros de Convenções;

·       Empreendimentos dotados de equipamentos de entretenimento e Parque de diversões;

·       Estruturas de Apoio ao Turismo Náutico;

·       Locadoras de Veículos para Turistas;

·       Parques Temáticos Aquáticos;

·       Prestadoras de Serviços de Infraestrutura para Eventos;

·       Prestadoras Especializadas em Segmentos Turísticos; e

·       Restaurantes, Cafeterias, Bares e similares

        Mais informações, na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo pelo fone: (47) 3643-7742 ou contato com Gláucia, Diretora de Turismo pelo WhatsApp 47 99996-2582.

        (Assessoria de Comunicação Prefeitura Mafra)

.......................................

Prefeitura de Mafra começou a vacinar contra Covid-19 profissionais liberais da área da saúde.

        Após a Secretaria de Saúde de Mafra, por meio da Vigilância em Saúde, abrir o pré-cadastro aos trabalhadores de saúde da rede particular e profissionais de saúde liberais para serem imunizados contra Covid-19, no último sábado, 13, foram aplicadas 30 doses (primeira dose) da vacina Astrazeneca/FIOCRUZ Oxford, e a Secretaria de Saúde está se preparando para mais um chamamento.

        O pré-cadastro online ainda está aberto para este público-alvo específico e o levantamento servirá de base para o cronograma de aplicação das doses, que continuará de maneira permanente e gradativa, seguindo critérios de inclusão e exclusão, descritos no próprio corpo do formulário, quando acessado pelo interessado.

        Cadastramento aberto:

        Profissional de saúde: faça seu cadastro acessando AQUI.  Vale destacar que os dados informados pelo profissional serão utilizados somente para isso, assegurando-se o sigilo das informações fornecidas.

        Vacinômetro:

        Para saber como está o andamento da Campanha Nacional de Imunização contra Covid-19 em Mafra – doses recebidas, doses aplicadas e público-alvo vacinado, acesse o site oficial da Prefeitura de Mafra, link VACINÔMETRO.

        (Assessoria de Comunicação Prefeitura Mafra)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE